Mapa do Site

Fique Conectado

Quem Somos

A Autobem Brasil foi fundada em 2010 e em 2014 se consolidou no ramo de cooperativa de proteção. A cooperativa promove inovação e inclusão contínua, atua com modelo de gestão compartilhada e possui unidades distribuidas em território nacional para atender e fortalecer os atos cooperados conforme suas necessidades.

Missão

Prover soluções, através da excelência de serviços e produtos, superando as expectativas dos cooperados com o melhor custo-benefício, segurança e inovação.

Visão

"Ser inovadora nos serviços e reconhecida pelo segmento de proteção para contribuir com o desenvolvimento do Brasil."

Serviços exclusivos para cooperados

Assistência 24hs Proteção
  • Assistência mecânica/elétrica

Decorrente de pane

  • Proteção Automotiva

Danos causados por Acidentes, Incêndio*, Roubo/Furto, Vidros, Faróis e Retrovisores

  • Reboque após pane

Decorrente de pane mecânica/elétrica

  • Proteção a Terceiros

Danos Morais, Materiais e Corporais

  • Reboque após Acidente e Roubo/Furto

Decorrente de acidente ou após recuperação do veículo roubado/furtado

  • Proteção a Passageiros

APP-Acidentes Pessoais a Passageiros (Morte e Invalidez permanente)

  • Chaveiro

Nos casos de perda, roubo/furto ou esquecimento das chaves dentro do veículo

  • Proteção de Carga (Desenvolvimento)

Danos causados por acidente e Roubo/Furto

  • Troca de pneu

Nos casos de danos que impeça a locomoção do veículo

  • Proteção de pneus (Desenvolvimento)

Danos causados por Roubo/Furto

  • Hospedagem

Decorrente de acidente, roubo/furto

  • Proteção de renda (Desenvolvimento)

DIT - Diária Interrompida de Trabalho

  • Meio de transporte alternativo

Decorrente de acidente, roubo/furto

  • AutobemCard (Desenvolvimento)

Cartão Pré-pago para recebimento de serviços, reembolso e compras

  • Carro reserva (Veículo leve)

Decorrente de acidente, roubo/furto, após deferimento de processo

  • Compra coletiva (Desenvolvimento)

Comprar produtos/Serviços em grupo para diminuir custos

Assistência 24hs
  • Assistência mecânica/elétrica

Decorrente de pane

  • Reboque após pane

Decorrente de pane mecânica/elétrica

  • Reboque após Acidente e Roubo/Furto

Decorrente de acidente ou após recuperação do veículo roubado/furtado

  • Chaveiro

Nos casos de perda, roubo/furto ou esquecimento das caves dentro do veículo

  • Troca de pneu

Nos casos de danos que impeça a locomoção do veículo

  • Hospedagem

Decorrente de acidente, roubo/furto

  • Meio de transporte alternativo

Decorrente de acidente, roubo/furto

  • Carro reserva (Veículo leve)

Decorrente de acidente, roubo/furto, após deferimento de processo

Proteção
  • Proteção Automotiva

Danos causados por Acidentes, Incêndio*, Roubo/Furto, Vidros, Faróis e Retrovisores

  • Proteção a Terceiros

Danos Morais, Materiais e Corporais

  • Proteção a Passageiros

APP-Acidentes Pessoais a Passageiros (Morte e Invalidez permanente)

  • Proteção de Carga (Desenvolvimento)

Danos causados por acidente e Roubo/Furto

  • Proteção de pneu (Desenvolvimento)

Danos causados por Roubo/Furto

  • Proteção de renda (Desenvolvimento)

DIT - Diária Interrompida de Trabalho

  • AutobemCard (Desenvolvimento)

Cartão Pré-pago para recebimento de serviços, reembolso e compras

  • Compra coletiva (Desenvolvimento)

Comprar produtos/Serviços em grupo para diminuir custos

Seja um cooperado

Complete o passo a passo para fazer a cotação, ou ligue agora para
0800 602 2073

  • Dados Pessoais
  • Dados Veículo
  • Contato

Dados básicos

Complete as informações do seu veículo.


Para finalizar só precisamos registrar seu contato.

Central Autobem Brasil

Pontos de Atendimento

P. A. Aparecida de Goiânia
Rod BR153, nº1958, Setor Santo Andre, Aparecida de Goiânia - GO

P. A. Itajaí
Rodovia BR101, KM 116,8, Anexo ao posto Santa Rosa Itajaí/SC

P. A. Rondonópolis
Av. dos transportes, nº 1969 Ind. Vetorasso, Rondonópolis - MT - Anexo ao Centro Comercial Gasparotto

Notícias


Publicada em 14/12/2017

Escrito por: Kayque Juliano

EM GOIÁS CRESCE A PROCURA POR PROTEÇÃO VEICULAR EM COOPERATIVA

Além das facilidades em relação aos seguros convencionais, o ramo contribui para o desenvolvimento socioeconômico e na geração de empregos.

Com o aumento no número de roubos de veículos e a violência no trânsito, as pessoas estão buscando cada vez mais proteger seu automóvel. Em Goiânia, segundo a Secretaria de Segurança Pública, de Janeiro a Outubro de 2017 foram registrados 4.203 roubos de veículos e 2.604 furtos, uma média de um veículo a cada 1h5min. Apesar de quererem proteger os automóveis, grande parte desse público não se enquadra no perfil das seguradoras, seja pelo modelo do veículo ou perfil do motorista. Essa dificuldade aliado com a crise econômica do país, tem feito as pessoas buscarem outras alternativas como as cooperativas...

Proteção veicular em cooperativas é novo. Em Goiânia tem apenas uma cooperativa de proteção veicular e registrada pela Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás, (OCB-GO). A cooperativa que oferece serviços de proteção para carros e caminhões registrou um aumento significativo no último ano. Em 2016, a cooperativa tinha 900 placas ativas. Hoje ela saltou para 3.099 placas. Para o presidente da AutoBem Brasil, Aurélio Brandão, o resultado é somado com o modelo de gestão compartilhada e atendimentos prestados. “Somos uma cooperativa que preza a qualidade dos serviços e pelo modelo de gestão compartilhada. Que investe em núcleo de tecnologia para ampliar o relacionamento com nossos cooperados”, diz. Sebastião Vicente, 56, é morador de Anápolis – GO e trabalha há 38 anos na estrada. Para ele, trabalhar com o veículo protegido traz qualidade de vida para o seu trabalho. “Hoje tudo anda muito perigoso. Todos os dias quando eu paro num posto escuto um amigo contar de um acidente ou roubo. Para trabalhar tranquilo a gente precisa que o veículo esteja protegido”, afirma. Ele também conta o porquê prefere o serviços das cooperativas de proteção veicular. “Já trabalhei com algumas seguradoras de banco, mas as cooperativas me conquistou por ter um atendimento mais humanizado. Quando a gente têm um problema, nós queremos ter a certeza de que ele será resolvido e é isso que as cooperativas passam. O contato é mais direto”, conta.

O cooperativismo tem se destacado no país por ser um modelo de negócio diferenciado, consiste em uma organização voluntária, sem fins lucrativos, com o objetivo de satisfazer as necessidades coletivas via cooperação. Esse novo modelo cooperativista é considerado também como um importante ator no cenário econômico do país, contribuindo para a geração de emprego e desenvolvimento socioeconômico.

Segundo a Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás, (OCB-GO), hoje no estado existem 214 cooperativas registradas em nove ramos. Essas cooperativas são responsáveis por 10.230 empregos e gera 9 bilhões em receitas. Para o economista Weuber Borges, os números reforçam um fator determinante para o desenvolvimento econômico do Estado. “Esse ramo além de seguir um modelo democrático, de ajuda mútua, também tem dado força para a economia voltar a crescer”, afirma.

Na Câmara

Não é de hoje que uma discussão toma conta da câmera federal. De um lado os defensores das seguradoras que buscam criminalizar os seguros automotivos praticados pelas cooperativas e associações através do projeto de lei 3139 criado por um deputado goiano. De outro lado os defensores das cooperativas que querem mostrar à sociedade que o ramo representa a expressão de um mercado concorrencial, voltado para a qualidade e eficiência na oferta de serviços no campo da segurança patrimonial.

As cooperativas reforçam que o modelo que já funciona no Brasil como uma alternativa ao modelo tradicional de seguro atende milhares de brasileiros excluídos na lista de clientes das corretoras.

O Brasil é o único país que ainda não regulamentou o modelo de seguros cooperativo. Modelo esses que já estão em atividade em mais de 75 países e em toda América Latina.

Para o Presidente da AutoBem Brasil, Aurélio Brandão, o que deveria ser discutido seria os interesses de proteção para todos. “A intenção, ao que me parece, está muito mais ligada às permutas eleitorais que ao interesse de discutir, com justiça, o risco de exposição e a vulnerabilidade do patrimônio”. Afirma.